Piracicaba

O nome do município vem do tupi-guarani, significado "lugar onde o peixe para". É uma referência às quedas do rio Piracicaba que bloqueiam a piracema dos peixes.

O vale do rio Piracicaba começa a ser ocupado durante o século XVII, quando alguns colonos adentram a floresta e começam a ocupar as terras ao redor do Rio Piracicaba praticando a agricultura de subsistência e exploração vegetal.

Em 1776 a Capitania de São Paulo decide fundar uma povoação na região, que serviria de apoio à navegação das embarcações que desceriam o rio Tietê em direção ao rio Paraná e também daria retaguarda ao forte de Iguatemi, localizado na divisa com o futuro Paraguai. A povoação deveria ser fundada na foz do rio Piracicaba com o Tietê, nas proximidades da atual cidade de Santa Maria da Serra, mas o Capitão Antônio Correa Barbosa, incumbido de tal missão, decide-se por um ponto localizado a 90 quilômetros da foz do Piracicaba, lugar já ocupado por alguns posseiros e com melhor acesso a outras vilas da região, notadamente Itu. A incipiente povoação de Piracicaba é fundada em 1º de Agosto de 1767, na margem direita do rio, localizado aproximadamente aonde hoje se situa o Engenho Central e partes da Vila Rezende. A povoação de Piracicaba é ligada politicamente a Itu, então a cidade mais próxima. No ano seguinte, a povoação torna-se freguesia.

O terreno irregular e infértil da margem esquerda provoca a mudança da sede da freguesia para a margem direita do rio em 1784, e no final do século XVIII a região se desenvolve baseada na navegação do rio Piracicaba e no cultivo da cana-de-açúcar.


Pontos turísticos

Os principais pontos turísticos do município de Piracicaba são o rio Piracicaba, a sua ponte pênsil e seu Mirante, o Engenho Central, a Rua do Porto, famosa por seus bares, e a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP).

No turismo rural temos destaque para distritos de Santa Olímpia e Santana, fundados há mais de um século por imigrantes oriundos do Tirol (região de Trento, que até 1919 pertenceu à Áustria e atualmente pertencente à Itália). A festa mais importante dos tiroleses é a Festa da Polenta, no Bairro Santa Olímpia, realizada no último final de semana de Julho. A festa é grandiosa e repleta de apresentações típicas, culinária e música típicas.

Dentre os principais eventos piracicabanos estão a Festa das Nações, a Festa do Divino Espírito Santo, a Festa da Polenta, Festa do Milho do distrito de Tanquinho, a bela encenação da "Paixão de Cristo de Piracicaba" e o internacionalmente famoso Salão Internacional de Humor de Piracicaba.

Um comentário: